sexta-feira, 11 de junho de 2010

Natação para cavalos

Natação para cavalos

A partir de mangueiras até piscinas, a água é a solução para o treinamento e reabilitação

CONSISTE DE TRÊS ÁTOMOS - dois de hidrogênio e um de oxigênio - unidos para formar uma molécula conhecida como água. Constituindo cerca de 70 por cento da massa celular em um ser vivo, a água é o elemento mais importante da dieta de um cavalo, que bebe normalmente 25 a 30 litros por dia.

A água é utilizada para a terapia como parte do treinamento e condicionamento físico dos cavalos. Conhecida como hidroterapia, pode variar desde regar com uma mangueira as extremidades do cavalo, até a prática da natação. Duas das mais comuns formas de exercícios aquáticos são colocar os cavalos a nadar em piscinas ou colocá-los a andar ou trotar em andadores submersos aquáticos, também conhecidos como hidrocintas para equinos.

"Isso é o bom da água: Ôs cavalos podem entrar e movimentar sem problemas", falou Deb Williams, treinador e gerente da Underwater Treadmill System. "Quando o animal distribui seu pêso (ao nadar ou ao utilizar o andador aquático submerso), não sentem dor já que não estão expostos a comoção e pressão de seu pêso nas articulações. Não encontramos contra indicação (com a hidroterapia)".

Pés na água

A forma mais antiga de hidroterapia baseada na imersão é a natação. Normalmente se realiza numa piscina com forma especial na qual o cavalo entra na água até uma área com profundidade acima de 3 metros, obrigando assim ao animal a nadar. A prática da natação para cavalos de corridas é algo comum desde os anos 70 e é utilizada por muitos treinadores.

Canterbury Park em Shakopee, Minnesota USA, recentemente instalou uma piscina na parte posterior de suas instalações. A piscina, que custou aproximadamente US $500.000,00, foi construída em atenção a muitas solicitações feitas pelos treinadores que têm cavalos alojados em Turf Paradise e hoje em dia utilizam muito a piscina da pista. A piscina Canterbury abriu suas portas para o público durante a reunião de 2005 e já superou as expectativas de uso, com mais de 60 cavalos cavalos por dia.

Em Canterbury Park , os cavalos entram por uma rampa ( à direita), nadam
por três a cinco voltas ao redor da piscina e saem pela rampa oposta (esquerda).


A piscina em forma oval tem cerca de 20 metros de comprimento e 10 metros de largura com rampas de cerca de 12 metros para a entrada e saída. Antes de entrar na piscina os cavalos são lavados com uma mangueira e seus cascos são limpos com limpa-cascos. O cavalariço encaixa um tubo de alumínio ao cabo do cabresto e o cavalo entra por uma das rampas, na piscina de cêrca de 3 metros de profundidade, nada de três a cinco voltas e sai pela outra rampa. Muitos cavalos têm um descanso e voltam para a piscina para outra série de exercícios.
Três voltas pela piscina, incluindo a entrada e a saída, equivalem a aproximadamente 260 metros, com cêrca de 60 metros a mais por cada volta adicional. A piscina contém cêrca de 500.000 litros de água , que são trocados continuamente por duas bombas d'água de 15 cavalos de fôrça.

A piscina é climatizada a 23°C e no verão sob o calor do sol, a temperatura atinge a 28°C.
"A hidroterapia dá ao treinador uma opção diferente para levar seus cavalos a pista" disse Mark Erickson, vice presidente das instalações Canterbury." Em vez de enviar seus cavalos à pista com jockey em seu dorso com todo esse pêso, agora se tem outra opção. Se seus cavalosestão 'sentidos' podemos levá-los a piscina para manter seus pulmões e músculos em forma, fora o fato de ser uma maneira de quebrar a rotina. E mantê-los frescos ajuda muito".

Com o pessoal da Minnesota HBPA (Horsemen's Benevolent and Protective Association), a piscina foi desenhada por Gremmer and Associates, uma empresa especializada em piscinas e foi construída por Agua Logic. O acessor Hank Mills do Turf Paradise ajudou com o desenho e com o treinamento de pessoal.
Kirsten Johnson e seu marido Hub, gerenciam o Kentucky Equine Sports Medicine and Rehabilitation Center em Versailles, Kentucky USA. Com mais de 20 anos de experiência na reabilitação equina, Johnson tem experiencia tanto com cavalos velozes quanto com cavalos de longas distâncias.

"A natação é passiva, sem movimentos de impactos", disse Kirsten Johnson. "É uma atividade mais cardiovascular e é boa para desenvolver a capacidade pulmonar. Do ponto de vista da respiração e trabalho cardíaco, e em comparação com Acquatred, a natação desenvolve muito mais trabalho físico".

Kirsten disse também que a piscina é um grande benefício para fazer com que o ar chegue aos pulmões do cavalo... Ela recomenda limitar o uso da piscina somente para alguns tipos de cavalos. Os cavalos nervosos ou recém domados é útil a piscina para dar condicionamento. "Eles não podem fazer outra coisa além de nadar", disse Kirsten "Isso que o cavalo por si não nada, não existe... êles nadam e se mantêm na superfície, ou afundam".

Devido ao completo trabalho físico que o cavalo recebe na piscina e a força que necessita ao movimentar os pés para manter- se na superfície, ela é cautelosa no que diz respeito ao uso da natação para certos cavalos.

Hidroterapia Tradicional

A hidroterapia consiste simplesmente em usar água para promover a cura e a maneira mais simples de fazer isso é usar uma mangueira para molhar a área com água fria. O regar com mangueira se usa para combater um trauma ou inflamação.

A inflamação é a resposta defensiva do corpo frente a uma destruição, que dilui ou provém de possíveis agentes irritantes.

O sintomas da inflamação incluem calor, inchaço e dor. Quando se apresenta uma lesão, diferentes enzimas e proteínas são liberadas, que fazem com o que o corpo envie ao local glóbulos brancos conhecidos como linfócitos, que em conjunto com outras substâncias reparadoras de tecido, começam a limpar e a reconstituir a área de tecido lesado. Sem dúvida, o processo pode demorar mas quando apresenta um grande edema (inchaço), que transtorna o processo de reparação fazendo com que a cura seja mais lenta.
Ao aplicar água fria em uma lesão recente pode provocar várias coisas.
Aplicar água fria ajuda a acelerar a ecuperação.

A nível celular, diminui a resposta metabólica das células. Também diminui a permeabilidade da parede dos vasos sanguíneos, reduzindo assim a quantidade de fluído que podem acumular. Outra consequência é o entumescimento da área, o qual diminui a dor.
O molhar com mangueira é mais benéfico quando se faz logo após a lesão para poder obter resposta a inflamação mais rápido possível.

Normalmente a água é aplicada por 20 minutos cada vez, com a maior frequência possível durante o dia. Se a lesão é uma ferida, o fluxo de água também pode ajudar a remover a crosta que se formou.

Outra forma seriam as bolsas de gêlo, que usualmente são colocadas com uma bota e podem envolver as patas dos cavalos, provocando uma aplicação concentrada de frio. Estas formas são mais eficazes quando se realizam sôbre a pele úmida e devem ser aplicadas durante 15 a 20 minutos cada vez.

A hidroterapia consiste simplesmente em usar água para promover a cura e a maneira mais simples de fazer isso é usar uma mangueira para molhar a área com água fria. O regar com mangueira se usa para combater um trauma ou inflamação.

A inflamação é a resposta defensiva do corpo frente a uma destruição, que dilui ou provém de possíveis agentes irritantes.

"Com os cavalos Quarto de Milha de corrida, é mais comum tratar dos curvilhões e lesões da parte inferior dos posteriores, já que esta área que gera a fôrça e o impulso", disse Kirsten Johnson. "A natação pode ser um pouco contraproducente se os cavalos apresentarem o lombo doloridos ou inchados, ou quadros que comprometam os curvilhões ou outras partes das extremidades dos posteriores".
Johnson enfatiza que a hidroterapia como meio de reabilitação, não deve ser utilizada sem a assistência veterinária e sempre como uma ferramenta terapêutica.

"A reabilitação com hidroterapia sempre deve ser usada acompanhada por assistência veterinária e um bom diagnótico do começo ao fim", disse ela. "O Aquatred é simplesmente um recurso para a recuperação do cavalo, e que facilita a cura, porém nunca deve ser usado sem acompanhamento veterinário e as instruções seguidas rigorosamente para o combate à dôr."

O hidro - hipódromo


Depois que êles acostumam com a piscina, a maioria dos
cavalos aprendem a desfrutar do prazer de estar na água.

Uma variação mais recente da terapia de imersão é o andador estático submerso, comumente chamado de "Aquatred", por ser o nome do produto. O cavalo é parcialmente submerso na piscina feita de fibra de vidro, com suas extremidades submersas, num andador fixo. O andador fixo é ligado fazendo com que o cavalo ande contra o movimento da água. O sistema foi desenhado para todo tipo de situações, desde a reabilitaçãoa até o treinamento para corridas. A movimentação que cria na água, beneficia o cavalo, já que reduz a fôrça exercida no seu corpo - ossos, articulações, tendões e ligamentos. O movimento contra a resistência exercida pela água é benéfico já que ajuda a desenvolver um bom sistema cárdio- vascular no cavalo.Deb Williams treina cavalos em companhia de seu marido e joquei Tim, em seu haras na cidade de Whitt, Texas - USA. Ela tem um andador submerso estacionário que utiliza intensamente, e entre seus pupilos frequentemente se encontra a potra de 2 anos Eyesa Shaker que foi treinada e corrida pelo casal conseguindo uma vitória no Heritage Place Futurity G1). Ela também utiliza o andador estático submerso para preparar o ganhador do G3, Sharkem Elvis, que ganhou mais de USA $142.000, durante sua campanha."No ano passado, êle ganhou cêrca de US$85.000,, correndo contra o melhor dos melhores", disse Deb. " Tudo que fiz foi enviar-lo à piscina. Êle não tinha outra coisa mais a fazer para coloca-lo a correr verdadeiramente".A piscina de 15 metros de comprimento tem uma rampa gradual em cada ponta com um andador hidráulico estático no fundo. A piscina tem também propulsores para agitar a água. O nível da água atinge cêrca de 1,5 metros de profundidade e pode ser ajustado de acordo com o tamanho de cada cavalo.

A temperatura da água se mantém fresca, usualmente entre 28 a 30°C no verão e um pouco menos no inverno. A profundidade da água varia dependendo do tamanho e quantidade de tecido adiposo (gordura) na massa corporal do cavalo.

A regra geral para a profundidade da água é aproximadamente de 10 cm abaixo da linha da cernelha, porém se o cavalo está mais gordo, o nível da água tem que ser abaixado para compensar a movimentação gerada pela gordura no corpo.

"Dessa maneira está distribuindo todo o seu pêso que pode distribuir, porém queremos que êle flutue", disse Williams, "Se êles flutuam, não tem nada que não o faça nadar, e cria um maior esforço".

O trabalho físico varia dependendo do estado físico e dos objetivos que se tenham para o cavalo, porém pode ser de 5 a 20 minutos. Williams prefere trabalhar gradualmente com um cavalo até atingir um trabalho físico com maior tempo.

"Pelo material que tenho lido sôbre pessoas e por minha experiência com as centenas de cavalos que tenho observado, parece ser mais benéfico melhorar o estado físico através de um trabalho mais prolongado" disse ela.

"Para reduzir a inflamação e reconstituir o sistema cardio-vascular, temos que colocá-los a exercitar por 20 minutos para fazer com que o coração trabalhe o tempo suficiente para recuperar-los".

O trabalho é feito bem calmo. Os cavalos podem trotar no andador estático submerso, porém a maior parte do trabalho é feito caminhando.

Johnson e Williams estão de acordo que apenas o caminhar normalmente é suficiente para preparar um cavalo inscrito para correr.

"Coloque- o num lugar com água até a paleta e faça com que mexa os membros caminhando com fôrça para frente", disse Johnson. "É assombroso (o esforço que o cavalo necessita fazer). Agora imagine que se voce achou que andar é bom, então trotar será melhor. O excesso não é bom para nada. Quando se trata de "Aquatred", a velocidade não é importante".

Williams está de acordo. Ela disse que os cavalos que estão em recuperação deveriam movimentar se, andando muito tranquilo. Os cavalos em treinamento para corrida aumenta-se o passo para caminhar mais rápido, que vai dar mais músculo e mais trabalho cardio-vascular, em comparação ao trotar.



A limpeza é muito importante antes do cavalo entrar na piscina ou no andador estacionário submerso. O cavalo deverá ser escovado e lavado, os cascos devem ser limpos com limpa-cascos antes de entrar.


Os cavalos de corrida em treinamento não são os únicos que podem beneficiar-se do exercício no andador estático submerso. Os produtos sobreano que estão sendo preparados para as vendas, como também bovinos de cria, que também podem adquirir massa muscular ao utilizar o andador estático submerso.

Williams cita um reprodutor que ela ajudou, pois seu índice de fertilidade tinha caído a quase zero "Colocamos alí todos os dias", conta ela." Êle se refrescou, se acalmou, melhorou e se colocou em forma, e seu esperma alcançou sifras altíssimas. O bom estado físico não é somente para quando está no plano de treinamento, mas sim ser um melhor reprodutor ou uma melhor mãe. Quando pratico exercício meu corpo trabalha e funciona melhor, e sou um ser vivo mais saudável".

Também pode ajudar aos cavalos que tenham passado do' ponto' por excesso de exercício
"Os cavalos se sentem muito bem no Aquatrend", disse Johnson rindo."Êles começam a brincar na água com o lábio inferior, jogam água em si mesmo e ficam muito soltos. Ficam muito alegres pois descobrem que não doi e podem fazer seu exercício sem tensão".

"Quando colocamos cavalos doídos, tristes e muito cansados ", disse Williams." Êles entram e depois de três ou quatro dias, seu comportamento muda por completo. Nota-se o prazer dêles em estar alí".

"Isto é o ideal para alguns cavalos (mais velhos) de corrida. O cavalo entra alí por 20 minutos gasta toda sua energia sem prejudicar suas velhas articulações, que são as últimas a serem pressionadas.Êles se sentem mais contentes que um cachorro com dois rabos, pois sua cabeça e seu corpo estão exercitando e assim, não fica preocupado com o exercício. É muito bom para sua cabeça".

Como fazer para colocá-los n'água


Alguns cavalos 'negam' ao entrar na piscina ou no andador estacionário submerso

Temos que compreender que a água não é um meio natural dos cavalos. E convencer alguns dêles que podem entrar e na realidade entrar e sobreviver, exige inteligência. Porém como ocorre com o treinamento de qualquer cavalo, a paciência é a chave."O processo todo exige que se faça com muita suavidade, facilidade e calma", disse Williams. "Nenhum cavalo entra alí rapidamente".Quando no início, para colocar um cavalo no caminhador estático submerso, Williams primeiro se assegura de que o cavalo está devidamente limpo, ou seja escovado e banhado para prevenir a contaminação da água da piscina. Ela leva o cavalo até bem perto e para. Depois faz um agrado, olha para o cavalo e tenta convencê-lo acalmando-o.Se o cavalo recusa a entrar, auxiliares utilizam a rampa para diminuir o movimento e uma porta móvel para fazer com que êle ande pouco a pouco.Não se recomenda mas para os cavalos mais difíceis, pode-se usar tranquilizantes." A verdade é que ninguém gosta de fazê-lo (usar tranquilizantes)", disse ela."Nós nos sentimos de conciência pesada pelo que fizemos no dia anterior e depois que os cavalos estiverem alí não vamos obter nenhum esforço físico por parte dêles".Alguns cavalos entram imediatamente, entretanto outros começam a andar pela borda da piscina e depois pulam na água."As raras vêzes que os cavalos fizeram isso, dissemos "Deus meu, vamos ter que tranquilizar todos". Entretanto um amigo nosso disse "Êles simplesmente estão se lançando na água, Qual é o seu problema com isso?, foi quando me dei conta de que estava certo. Na realidade isso não tem nada de mal".Depois que o cavalo está dentro da piscina, devemos ser muito cuidadosos ao usar o sistema como treinamento. Alguns se encontram mais tensos do que outros, porém o cavalo deverá ser acalmado antes da máquina começar a funcionar. O cavalo também deverá ser retirado antes que atinja a fadiga pela tensão ou pelo exercício.

O custo do Benefício

O andador estático submerso é um investimento que pode tornar-se alto.Todo o conjunto, a piscina e o andador estático suberso podem custar aproximadamente US$50.000. Somando-se a parte de 6 x 25 metros de porção cimentada para a construção e a infra estrutura elétrica o prêço pode atingir facilmente US$100.000.O quê é mais importante lembrar para alguém que está pretendendo instalar um andador submerso estacionário?"Treine seu pessoal ", disse Williams;"Isto é algo muito muito importante. Contrate uma pessoa capacitada que ensine o uso adequado do andador submerso estacionário e como utilizar seu sistema de filtragem. As pessoas (sem treinamento) pressionam demais os cavalos. Êles pensam porque os cavalos estão distribuindo seu pêso na água, podem exigir que realizem três vêzes mais o exercício, que fariam andando normalmente. A verdade é que os cavalos estão expostos à resistência da água e ao cansaço pelo esforço. Pode-se causar muito dano se não tiver o devido cuidado".Johnson disse que, em especial no caso dos cavalos com mais idade, um cavalo de corridas pode obter no andador estático, todo exercício físico que necessita."Eu acredito que precisamos entender o uso da hidroterapia para manter o bom estado em um cavalo por um tempo maior" disse Johnson. "Cada cavalo tem tantas corridas quanto programamos. Se puder manter seu cavalo em um bom estado físico e com um bom nível de preparação leve até o limite ideal e depois utilize a hidroterapia para mantê-lo"."Se um cavalo tem competido em um nível alto, só existe uma coisa que pode detê-lo" continua ela falando " Que o cavalo não se aborreça com seu exercício, nem perca o gosto de correr nem regrida de estado. Há somente uma coisa que pode deter um bom cavalo com desempenho e essa coisa se chama dôr.Ponto. Se alguém tira a dôr, o cavalo responderá com o coração e com sua alma, e ninguém terá que ficar tirando a dôr com medicamentos. Se você tem um cavalo com dôr , pare, pense e coloque-o na água, Mantenha-o em boa condição física e preparado, nunca deixe chegar a um ponto que tenha dôr que já não possa realizar nunca mais o seu trabalho, ou você terá que tomar a difícil decisão de colocá-lo a dormir".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário